English

Português

Wednesday, June 30, 2010

Vaisnavis inspiradoras: Kulangana devi dasi



De origem polonesa, Kulangana devi dasi passou sua infância em Varsóvia e juntamente com sua família, durante a segunda guerra mundial. escapou de ser presa pelos nazistas. Seu pai era fazendeiro e quando o líder da Gestapo viu que ele trazia consigo uma vaca disse: “Oh, você é um agricultor! Já que estão produzindo algo valioso para os soldados, vocês podem ir”. Por isso eles não foram colocados no trem,rumo ao campo de concentração.
Quando mãe Kulangana veio para a Consciência de Krishna, ela disse que tinha visto a face real do mundo material e queria outro tipo de vida. Seu serviço para Krishna ainda gira em torno de vacas e leite. Hoje, aos 73 anos, ela é mundialmente conhecida por fazer provavelmente os melhores doces de leite do movimento Hare Krishna. Há mais de vinte anos ela retira o leite fresco de vacas da mansão do Bhaktivedanta Manor (UK) e amorosamente o cozinha por várias horas para fazer sandeshs e burfisde todos os tipos. Após decorá-los de maneira incrivelmente bela, os oferece todas as manhãs para as deidades locais. Após isso, ela tem grande prazer em distribuir a maha-prasadam aos devotos.
O trabalho desta devota é um grande exemplo de que, com amor e dedicação, podemos melhorar a cada dia o nosso serviço devocional a Krishna e aos devotos.


Confiram essas pequenas esculturas em forma de doces:


Sandeshs de vários formatos, com recados para as deidades e pinturas delicadas:




Maravilhosos bolos no Govardhana Puja


Incríveis bolos para Srimati Radharani






Estas são só algumas amostras do serviço e arte dessa devota inspiradora. Você pode conferir muito mais clicando bem AQUI

Como cuidar da voz



Cantar o maha-mantra é tão bom! Quem já experimentou sabe. É tão bom que quando a gente começa não quer parar! Tanto, que no mundo inteiro estamos vendo a divulgação de diversos festivais de kirtanas 24 hs!!! Nada melhor! Mas se a gente não quer mesmo parar de cantar o maha-mantra, alguns cuidados são fundamentais. Segue abaixo as dicas da devota e fonoaudióloga Ângela Calvi:
Sua voz é seu instrumento de trabalho. Preserve-a com saúde!
· Evite falar por muito tempo, faça economia da voz!
· Limpar a garganta (pigarrear, tossir e escarrar) com freqüência pode com o tempo ferir a mucosa levando á lesões como nódulos (calos) nas pregas vocais.
· Cuidado com as bebidas alcoólicas em excesso, seu efeito altera a articulação, a voz soa mais alta e com esforço.
· Beba aproximadamente oito copos de água em temperatura ambiente e aos goles. Crie este hábito, leve sempre uma garrafinha com você.
· Gargarejar com água morna e sal marinho (uma colher de café) é um ótimo recurso para limpar as estruturas que participam da fala. Antes de deitar de preferência.
· Cuidado com a competição sonora. Durante ruídos sua voz altera e você perde o controle da altura, forçando as pregas vocais.
· Evite falar por muito tempo ao telefone, o desgaste da voz é muito grande. Elimine este hábito.
· Mantenha a postura do corpo ereta ao falar. Os movimentos da cabeça e do pescoço influenciam na qualidade da voz.
· Coma maçãs para limpar as vias respiratórias. A maçã é adstringente e limpa as secreções do organismo, diminuindo a necessidade de pigarrear.
· Procure dormir bem para descansar as pregas vocais. O sono é reparador.
· Cuidado com os problemas gástricos (úlceras, gastrite, refluxo gastroesofágico), eles podem causar lesões nas pregas vocais comprometendo sua qualidade e causando rouquidão.
· Evite alimentar-se próximo á hora de dormir. Cuidado com o refluxo gástrico.
· Desenvolva a capacidade de economizar a voz e seu uso prolongado. Não fale, mantenha-se em silêncio por um período.
· Verifique sua audição. Se notar que algo não está bem, consulte um otorrinolaringologista e faça uma avaliação.
· Cuide dos quadros alérgicos. Eles influenciam na qualidade da voz, gerando rouquidão e soprosidade na voz.
· Não fale alto, articule melhor a boca ao falar. Retire o som da garganta e o coloque no ambiente sem esforço. Deixe a voz sair da boca.
· Não grite. Só em caso de socorro. Este é o maior abuso vocal.
· Ouça mais e fale menos: esta é a regra número um de economia da voz.
· Principais problemas de voz: ardência, dor de garganta, perda da voz, rouquidão acima de 15 dias.
· Em caso de alterações na voz e dores de garganta, consulte um otorrinolaringologista e um fonoaudiólogo.


CUIDADOS BÁSICOS COM A VOZ CANTADA.
Antes de entrar na arte técnica, é importante saber como cuidar da voz para mantê-la sempre saudável.

Dicas:
· Bom sono e repouso – toda musculatura precisa descansar para ter um bom desempenho. Recupere suas pregas vocais do desgaste energético através do repouso vocal. Procure não falar durante um período do dia. Dê uma trégua para seu aparelho fonador.
· Alimentação leve e variada – o cantor vai precisar de bastante energia e elasticidade para cantar, assim como um atleta. Comida muito pesada não combina, é preciso uma refeição leve, nada de feijoada antes de cantar. Coma uma salada, uma massa ou uma salada de frutas.
· Aquecer as pregas vocais antes de cantar – assim como um jogador se aquece antes de entrar em campo, o cantor pelo mesmo motivo precisa aquecer suas pregas vocais para evitar uma distensão na musculatura responsável pela voz.
· Relaxar as pregas vocais após o canto – após o uso contínuo da voz, é preciso relaxar a musculatura com repouso vocal. Evite falar por um período, ou, se necessário, fale mais baixo.
· Fazer exercícios vocais regularmente – para melhor aproveitamento da voz, é importante que você faça os exercícios vocais com disciplina e assiduidade. Lembre-se que toda musculatura quando é trabalhada, precisa de continuidade para melhor fortalecimento e aproveitamento. Treine todos os dias os exercícios básicos para a voz.
· Tratar alergias respiratórias – quadros alérgicos, asma, bronquite etc. prejudicam a capacidade respiratória e você precisa desta capacidade completa ao falar e, principalmente, ao cantar. Tratamentos homeopáticos ajudam bastante nestes casos. Quando você está passando por um processo alérgico, todas as vias respiratórias ficam congestionadas e a ressonância da voz se altera automaticamente. Em casos de tosse, não se automedique, procure um médico otorrinolaringologista.
· Cantar em boas condições acústicas, com som e monitores adequados para sua voz. – não são poucas as vezes em que cantores utilizam equipamentos inadequados ou não equalizados para suas vozes. Isto o leva a forçar a voz, podendo causar prejuízos com o passar do tempo. Verifique se o equipamento está devidamente ajustado ás suas necessidades vocais.
· Hidratar-se durante o canto com água em temperatura ambiente.
· Evite cantar ou falar muito antes de sua apresentação. Economize a voz.
· Numa apresentação, o bonito é o conjunto das vozes. Não queira se destacar através da altura de sua voz.
· Cantar sem técnicas vocais pode ser um desastre para a saúde de sua voz- laringe.
Ângela Calvi é especialista em voz e atende em consultórios em Bonsucesso e Copacabana (RJ)_
Tel.: (21)25491933 – 88701880 / e-mail: angelacalvi@gmail.com



Tuesday, June 22, 2010

Curso de culinária indiana no Festival de Domingo


Como parte do nosso calendário de atividades especiais, o Templo Hare Krishna-RJ tem o prazer de convidá-los para o curso Culinária Lacto-Vegetariana no Festival de Domingo, que será ministrado pela devota indiana Sonal.

Sonal é famosa entre nós como uma excelente cozinheira e frequentemente é responsável pelo jantar do festival de domingo. Além disso, ela tem muita experiência em cozinhar para um grande número de pessoas.

Por isso, o curso é voltado para aqueles que desejam aprender a cozinhar em grande quantidade. Os alunos poderão aplicar na prática o que aprenderem no festival de domingo e em outros festivais devocionais.

As aulas começam no sábado, dia 26/06, no próprio templo. Serão quatro encontros, sempre aos sábados, das 16h às 18h. Haverá apostila para todos os alunos e o investimento é de apenas R$ 30!

Mais informações e inscrições: carlos_heitor@hotmail.com

Com os melhores votos,
Seus amigos do Templo Hare Krishna-RJ
Fundador-acarya: A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada

Psicologia Vaisnava: Humilde e bem consigo


Originalmente publicado na edição americana de Volta ao Supremo [Back to Godhead] no ano de 2007. "Humble and Feeling Good"


Por Archana Siddhi Devi Dasi *



Como terapeuta de famílias, eu aconselho tanto pessoas do movimento Hare Krsna como pessoas de fora do movimento. Recentemente eu recebi um e-mail de uma jovem devota que estava infeliz em seu casamento devido à postura abusiva que seu esposo tinha, mas estava em conflito quanto a deixá-lo.

"Talvez seja bom que eu me sinta mal comigo mesma", ela escreveu, "porque isso me fará desenvolver humildade".

Não foi a primeira vez que eu ouvi essa lógica. O Bhagavad-gita ensina que humildade é essencial para o progresso espiritual. Algumas vezes, os devotos, infelizmente, pensam que se sentir mal é um pré-requisito para a humildade.

Diversas vezes me deparo com devotos se complicando com o conceito de auto-estima. Tendo lido as orações de santos de nossa linha, eles, algumas vezes, pensam que seus sentimentos deveriam se enquadrar nas declarações auto-depreciativas de tais grandes almas. Por associarem baixa auto-estima com avanço espiritual, tais devotos podem perpetuar por toda a vida o sentimento de estarem mal consigo mesmos. Eles podem acabar por atrair pessoas para suas vidas que lhes tratarão de acordo com a maneira com que eles mesmos se sentem e
se percebem.

A confusão começa por tentar igualar sentimentos que vêem de nosso ego puro com sentimentos que vêem de nosso ego material, ou falso. As grandes almas expressam sentimentos que nascem do ego espiritual puro, sentimentos que não são contaminados pelos modos da natureza material. Quando eles se sentem, nas palavras do Senhor Caitanya, "mais baixos que a palha na rua", é uma emoção plena de prazer. O devoto puro vê à grandeza do Senhor, e vê a todos como mais
qualificados do que ele próprio. Eles estão imbuídos de amor e apreciação por toda a criação de Krsna.

Bhaktivinoda Thakura, um excelso mestre Vaisnava, escreveu belas canções expressando sua atração e amor por Krsna, músicas sobre alcançar a meta do coração - amor incondicional pelo Senhor - e canções auto-depreciativas, nas quais ele lamenta sua falta de devoção. Como uma alma pura, ele expressa seu apego e amor pelo Senhor e, ao mesmo tempo, sua angústia de sentir-se desqualificado e sem esperança de atingir tal amor. Esses são sentimentos autênticos que nascem da humildade e de apego e amor pelo Senhor.

Reconhecendo Nossas Falhas

Nas primeiras fases de nossa jornada espiritual, talvez experimentemos rapidamente essas emoções por Krsna estar preparando a terra de nossos corações para cultivar nossa devoção. Eu me lembro de uma importante experiência que tive antes de me tornar devota. Eu tinha grande dificuldade de aceitar críticas e achava que minha opinião era absolutamente certa. Essa mentalidade criou inúmeros problemas, tanto na área profissional quanto pessoal. Por meses, eu
contestei as recomendações de meu supervisor quanto a como fazer meu trabalho como diretora residente de um dormitório universitário. Minha obstinação estava fazendo o meu trabalho muito difícil, e eu estava aflita por isso. Finalmente, um dia, eu tive a poderosa realização de que eu estava errada. Não só eu estava errada quanto a esse problema em particular, mas em relação a várias outras coisas.

É-me impossível descrever quão libertador foi para mim aceitar minha natureza falível. Eu não precisava mais carregar o peso de estar sempre certa em relação a tudo. Eu me senti pequena, mas ao mesmo tempo muitas possibilidades se abriram para mim. Pela primeira vez na minha vida adulta eu pude ver meu autoritarismo assumir uma posição verdadeiramente submissa. Essa mudança de postura mental me preparou para tomar refúgio em meu mestre espiritual e nos devotos. Krsna nos ajuda a ficarmos livres por um instante do falso-prestígio para que possamos, como encorajamento, provar a doçura da humildade.

Algumas vezes, todavia, quando ainda estamos contaminados pelos modos da natureza material e identificados com nosso corpo e mente materiais, sentir-se inferior a palha na rua pode nos tornar desmotivados, entediados ou deprimidos. Esses sentimentos, então, impedem nossas praticas devocionais. Nós temos que julgar se para nossa psique específica tal psicologia é favorável a consciência de Krsna ou se é um impedimento no momento. Paradoxalmente, muitas pessoas precisam desenvolver um saudável ego material antes de transcendê-lo e realizar
seu ego espiritual.

Eu ouvi uma vez um palestrante motivacional dizer que as pessoas com auto-estima saudável pensam menos em si mesmas, e não menos de si mesmas. Quando nos sentimos bem quanto a nós mesmos, nós podemos devotar mais tempo e energia doando-nos aos outros, ao invés de absorvermo-nos em auto-piedade. Alta auto-estima também nos dá liberdade para agirmos de acordo com nossos valores e convicções. Quando nos sentimos mal conosco mesmos, às vezes, fazemos coisas para agradar ou apaziguar os outros. Em um esforço para satisfazer o desejo dos
outros, nós podemos acabar sendo influenciados a fazer coisas conflitantes às nossas crenças e valores.

Sentindo-se Digno e Qualificado

Nathaniel Branden, um famoso psicólogo, define auto-estima como "a disposição de sentir-se bem consigo mesmo e qualificado a lidar com os desafios básicos da vida e como sendo digno de ser feliz". Como esses aspectos da auto-estima, auto-conhecimento e amor próprio - têm relação com a consciência de Krsna? Krsna quer que todas as almas aprisionadas no mundo material sejam pacíficas e felizes. A vida humana nos possibilita a oportunidade de ocuparmos nossos talentos e habilidades no serviço ao Senhor. Quando nos oferecemos a servir ao Senhor, sentimos grande alegria. Um amigo, certa vez, deu ao meu esposo um quadrinho com os dizeres: "O que você é é um presente de Deus para você, e o que você se torna é seu presente para Deus".

Além de confundirem humildade com baixa alto-estima, os devotos, às vezes, correlacionam o conceito de auto-estima com orgulho e egoísmo. Mas é, de fato, o contrário. Pessoas que exibem alta auto-estima também exibem uma atitude mais humilde perante os outros. Eles são mais inclinados a admitir e corrigir erros, enquanto que pessoas com baixa auto-estima são muitas vezes defensivas e têm a necessidade de provarem que estão certas.

Em uma famosa história do Mahabharata, Krsna encontrou certa vez com Yudhisthira Maharaja e Duryodhana. Desejando glorificar Seu devoto Yudhisthira, Krsna pediu a ele que encontrasse uma pessoa mais baixa que ele, e pediu ao pecaminoso Duryodhana para que procurasse uma pessoa mais gloriosa que ele. Yudhisthira tinha todas as boas qualidades. Ele era pacífico e auto-satisfeito. Sem dúvida ele possuía uma saudável auto-estima. Mesmo assim ele não conseguiu encontrar ninguém mais baixo que ele. Mais uma vez, aqui se tem o exemplo de uma Vaisnava avançado que porta humildade genuína.

Por outro lado, o perverso Duryodhana procurou por todo o seu reino o dia todo e não conseguiu encontrar ninguém que ele considerasse superior a ele mesmo. Duryodhana estava contaminado com orgulho e vaidade. Ele invejou e ofendeu grandes almas. Ele vivia em constante ansiedade para manter sua posição, sempre tentando eliminar seus competidores. Sua auto-estima dependia de fatores externos como posição e poder, e assim ele não conhecia tal coisa como paz
interior. Ele era atormentado por sua própria luxúria e ambição.

Orgulho Versus Auto-estima


Pensar em si mesmo como grandioso é orgulho, não auto-estima. Uma pessoa com alta auto-estima demonstra humildade. A perfeição da auto-estima é percebida em pessoas completamente livres do falso-ego, nas quais a humildade é produto da realização espiritual.

No nosso estado condicionado, nós possivelmente nos identificaríamos mais com a mentalidade de Duryodhana do que com a de Yudhisthira Maharaja. Mas no nosso progresso na jornada espiritual, nós começamos a nos ver de forma diferente. Quanto mais realizamos não sermos o executor independente, mas o instrumento, mais saudável nossa auto-estima se torna. Na vida material, os modos da bondade, paixão e ignorância nos influenciam. Esses modos se misturam e
competem entre si para moldar nossa mente, incluindo o modo como nos sentimos em relação a nós mesmos.

Pessoas no abismo do modo da ignorância se sentem felizes e bem em relação a si mesmas quando seus sentidos estão satisfeitos. Pessoas imersas no modo da paixão estão felizes e bem consigo mesmas quando outros valorizam e reconhecem suas atividades. Nesses modos inferiores, nossa idéia de eu oscila o tempo todo.

Pessoas no modo da bondade são felizes e sentem-se bem em relação a si mesmas quando agem em conhecimento, de acordo com seus códigos e valores. Elas são menos reativas a estímulos externos, assim, a auto-estima de tais pessoas depende mais de sua própria vida interior. Consequentemente têm mais controle sobre como se sentem.

Pessoas em bondade pura, percebem a si mesmas como instrumentos do Senhor. Elas não se identificam mais como o agente de suas atividades.

O Exemplo de Prabhupada


Nosso mestre espiritual, Srila Prabhupada, demonstrou alta auto-estima. Embora de baixa estatura, ele parecia grande para nós. Ele sempre mantinha sua cabeça alta e se movia com objetivo e confiança. Ele fala de forma direta, com convicção e coragem. Suas ações eram intrépidas e ousadas, e mesmo assim ele tinha uma atitude humilde, sabendo que seu sucesso era devido à providência do Senhor. Sua humildade é exemplificada em suas orações abordo do navio quando ele estava vindo pela primeira vez aos Estados Unidos da Índia:

Ó Senhor, eu sou como uma marionete em Suas mãos. Então, se me trouxeste aqui para que eu dance, faze-me dançar, faze-me dançar, ó Senhor, faze me dançar como quiseres.

Não tenha nenhuma devoção, tampouco conhecimento, mas tenho grande fé no santo nome de Krsna. Eu fui designado como Bhaktivedanta, e agora, se assim quiseres, podes cumprir o verdadeiro propósito Bhaktivedanta.

Com grande humildade, Prabhupada finaliza sua carta, assinado como "o mais desafortunado e insignificante mendigo, A. C. Bhaktivedanta Swami".

De um lado, essas preces demonstram que Prabhupada se sentia muito baixo, mas de outro lado ele confiava poder fazer qualquer coisa com a misericórdia do Senhor. A oração também nos dá a chave para desenvolvermos puras qualidades devocionais: fé no Santo Nome. Quanto mais forte a nossa fé na capacidade de purificação dos Santos Nomes, maior será nossa dedicação ao processo de cantar. Nós cantaremos com tanto foco e atenção quanto pudermos e evitaremos com muito cuidado as ofensas que retardam nosso progresso espiritual.

Nós ficamos menos propenso a explorar os outros quando vemos a nós mesmo como servos, realizando a nossa - dos outros - natureza espiritual como servos de Deus. Nós somos gloriosas centelhas da energia espiritual, com todas as boas qualidades, embora sintamo-nos pequenos na presença do mais glorioso, nosso Senhor. Com esse verdadeiro conhecimento, a alma pura pode ter alta auto-estima e humildade simultaneamente.

Quando eu compartilhei alguns desses pontos com a jovem que havia me enviado sua pergunta por e-mail, ela me escreveu de volta: "É-me um grande alívio entender esses pontos dessa perspectiva. Agora eu entendo que não tenho que continuar convivendo desonrosamente com todo o tipo de abusos para ser espiritual".

Ele me sugeriu a escrever um artigo sobre o tema para a revista Volta ao Supremo. Eu aderi de todo o coração sua sugestão, uma vez que outros devotos haviam feito perguntas similares ao longo dos anos. Espero que o artigo seja útil para todos.


*Archana-Siddhi Devi Dasi foi iniciada por Srila Prabhupada, em 1976. Atualmente morando em Sandy Ridge, Carolina do Norte com o marido e o filho, ela trabalha em consultório particular.

Tradução por Bhagavan dasa (DvS)


Clique no botão para  ver posts antigos logo acima...

Tributo à mãe Adi-lila devi dasi


De grande importância para a história do movimento de Srila Prabhupada no Brasil, mãe Adi-lila devi dasi foi homenageada com um belo vídeo apresentado no encontro de vaisnavis em Vrajabhumi Dham, o qual você pode conferir abaixo:

Friday, June 18, 2010

Aula de dança indiana no templo Hare Krishna




Visando formar um qualificado grupo de dança devocional no templo do Rio para atender a festivais como Janmastami (aniversário de Krishna), Ratha Yatra e Festival da India, estamos organizando aulas de dança moderna indiana com a renomada professora Suzane Travassos.

As aulas acontecerão no palco do restaurante Govinda as terças e quintas das 16:00h as 17:00h. As aulas custarão R$80,00 mensais, sendo que parte desta quantia será uma doação ao templo para a manutenção das deidades, e organização dos festivais.

As inscrições estão abertas! Enviem seus nomes completos, idade e telefones para o meu e-mail: rosananevesrj@hotmail.com. Ou por telefone: 8316-1298
As aulas irão começar assim que a turma obtiver um número adequado de inscrito(as)
.
Segue o mini-currículo da professora:

Suzane Travassos: Iniciou os estudos de dança indiana (estilo kathak) em Paris, com Sharmila Sharma (1995-96), e vem prosseguindo a formação com a professora Shikka Khare em Nova Déli, em temporadas anuais desde 1997. Fez também workshops com a coreógrafa Kumudhini Lakhia. Além da dança, estuda na Índia a música carnática e a técnica do violino na música indiana, sendo aluna de M. Lalitha, sobrinha do mestre L. Subramanian.

Muito obrigada!
Hare Krishna!
Bkn Rosana

Vaisnavi Sanga na sua casa!


Por Bhaktin Maria Helena Murad


"Sempre tive certa dificuldade em me expressar, em entrar num lugar diferente e imediatamente fazer novas amizades. Logo que cheguei na ISKCON, ganhei de presente os mais sublimes amigos que Krishna poderia me dar. Sábio Senhor! Fui muito bem acolhida e assim aprendi o grande poder da associação! Juntos, trocando conhecimento! Passei a entender melhor Krishna e permiti que o amor a Ele tomasse conta de mim.

Acolhida, protegida, mas ainda tímida, permaneci a ouvir e absorver todo o néctar de Krishna passado através das doces palavras das literaturas, narradas em infinitas vozes de múltiplos devotos.

Mas foi em uma ocasião especial que pressenti a oportunidade de me expressar e soltar todas as dúvidas que ainda tinha. Vaisnavi Sanga, a oportunidade perfeita. Um programa só para as devotas! Fazemos bhajanas e aprendemos novas melodias, temos chance de aprender algum instrumento e sentir nas mãos o êxtase de tocar ao som do maha-mantra.

Escolhe-se um tema, citam-se versos, adoramos a Krishna e todas as suas expansões (seja ouvindo Suas palavras e conselhos ou conhecendo melhor Seus passatempos), sempre iluminadas pelas esclarecedoras palavras de Sua Divina Graça A.C.Bhaktivedanta Swami Prabhupada. A troca de experiências e conhecimento nos aproxima mais de Krishna e, pelo fato de estarmos só entre devotas, é quase impossível não sentir que o laço de amizade permanece após o fim do encontro. No final há sempre a distribuição de prasadam, feita em conjunto.

As reuniões divergem entre as casas das devotas, estreitando o relacionamento e tornando a reunião mais íntima. O primeiro encontro, deixou bem claro que esse tipo de associação cria facilidade de comunicação sobre diversos assuntos e dúvidas, sempre objetivando a elevação em Consciência de Krishna. Com o auxílio indispensável das mais nectáreas e experientes devotas, abertas a compartilhar suas experiências pessoais e realizações.

Penso que essa iniciativa que deveria ser tomada em cada parte do Brasil."


Para agendar encontro Vaisnavi Sanga em sua casa é só entrar em contato com Sukhayanti devi dasi através do e-mail:

Thursday, June 17, 2010

Retiro Vaisnavi no Brasil - Fotos


Programação

Kirtan

Puja

Mrdangas

Ciranda

Seminário: O poder...

... criativo feminino

Prasadam

Seminário: o uso do corpo...

...no serviço a Krishna

Workshop de Arte Floral

Meninas aplicadas

Descobrindo habilidades

Arranjos prontos

Levando suas oferendas a Sri Sri Krishna Balaram

Entregando-as ao pujari

Altar decorado

Altar decorado

Aula do Bhagavad-Gita

Aula do Bhagavad Gita

Painel de discussões ...

... a mulher na cultura védica

Hora da japa

Técnica de Rangoli

Workshop de Mehandi



Mais fotos em: http://www.flickr.com/photos/50968346@N02/sets/72157624172375133/

Fotos: Marcia Rocha, Rosana Araújo e Michele Pallontino.


Retiro Vaisnavi no Brasil - Relato

Por Amrita Gopala dasi

Geralmente, a palavra “retiro” denota descanso e relaxamento. O Retiro Vaisnavi deste ano, no Asram Vrajabhumi, realmente proporcionou às devotas a oportunidade de dar uma pausa na vida de trabalho corrida e no caos do Rio de Janeiro. Contudo, as vinte devotas que participaram do programa de dois dias se regozijaram com um festival de atividades devocionais, em que foi possível recarregar e aumentar as energias.

Realizado durante o último fim de semana de maio (frio nesta parte do mundo!), a temática do sanga tinha por objetivo desafiar as devotas a compreender sua contribuição única para o movimento Hare Krsna. Equilibrando conversas filosóficas com atividades artísticas criativas, as devotas visaram explorar seu potencial e expandir seu entendimento da amplitude de bhakti-yoga. Os workshops e conferências foram conduzidos num estilo interativo, de modo a encorajar as devotas a desenvolver confiança e convicção em assimilar a mensagem das escrituras. A pregação como um estilo de vida foi muito enfatizada durante as apresentações.

O Retiro Vaisnavi foi inspirado na minha experiência de pregação no Brasil. Esta é minha primeira visita à América do Sul e eu tenho estado muito emocionada com a atitude amorosa e entusiasmada dos devotos daqui. Na minha avidez para ter mais sua associação, eu pedi a duas líderes do templo do Rio de Janeiro, Vaisnava Krpa devi dasi e Sukhayanti devi dasi, que ajudassem a planejar um fim de semana repleto de hari-katha, kirtana e muita diversão. A boa habilidade delas para planejar e fazer propaganda proporcionaram um programa que foi instrutivo e inspirador.

Os seminários trataram sobre como e por quê as mulheres devem cuidar de sua saúde. Vaisnava Krpa devi dasi se valeu de sua experiência na área do bem-estar para ter uma conversa muito informativa, relacionando as necessidades do corpo e da mente ao objetivo a longo prazo de um devoto de prestar serviço devocional ininterrupto. Eu dei uma aula em que detalhei como a contribuição das mulheres para a missão de pregação é solicitada. Num workshop liderado por Srimati devi dasi, membro sênior do Rio Yatra, as devotas aprenderam a criar um belo e equilibrado arranjo de flores. Depois do workshop, pegamos nossas criações e amorosamente oferecemos a Sri Sri Krsna-Balaram. À noite, nos foi oferecida uma apresentação maravilhosamente devocional, por Sukhayanti devi dasi. Ela explicou, num belo slideshow, as cenas descritas por Srila Krsna das Kaviraja Goswami em sua canção Nama Sankirtana (“Jaya Radhe, Jaya Krsna, Jaya Vrindavan”).

Bhaktin Áurea, uma pregadora querida e ativa no Brasil, falou sobre seu maravilhoso plano de abrir um asrama para pregadores viajantes. Durante sua fala, nós discutimos sobre como é essencial para os devotos apoiar projetos independentes com dinheiro e recursos. Na noite anterior, tivemos uma discussão muito intensa a respeito dos desafios de trabalhar dentro da nossa instituição. Nossas experiências são muito diversas, e cada devota foi instigada a responder individualmente a uma série de questões sobre como enfrentamos os obstáculos do sexismo, da solidão e da falta de reconhecimento. Outros dois seminários levaram as devotas a um entendimento mais profundo da arte na cultura védica: Lila Shakti devi dasi, uma devota muito exaltada e artista profissional, nos liderou numa série de exercícios desenvolvidos para aumentar nossa concentração em Radha-Krsna. E Bhaktin Rosana, uma das mais amistosas e animadas devotas do Rio, fez uma fantástica apresentação sobre o significado histórico e espiritual do mehandi. Depois, ela nos permitiu que brincássemos com o mehandi e cada uma de nós ganhou um belo desenho decorativo nas mãos.

“Eu fiquei muito satisfeita pelo retiro ter sido tão organizado e profissional”, disse Premananda devi dasi, de Brasília. O fim de semana provou ser o primeiro passo para reunir as devotas e intensificar nossa consciência de Krsna individual e coletiva. Com certeza, foi um fim de semana que reuniu antigas e novas amigas para cantar, dançar, lembrar de Krsna e se sentir feliz.

Artigo original em inglês publicado em:

http://www.dandavats.com/?p=8528
http://www.chakra.org/announcements2/DevotionalJun16_10.html


Outros depoimentos:

"O encontro das devotas não foi um simples encontros de mulheres, foi um encontro de grandes almas em busca de um serviço devocional puro. Não foi o encontro para defesa de gêneros ou discussões de posições hierárquicas, foi regido pelo amor devocional a Krishna, com total intuito de trocar experiências e unir devotos, sem separar Prabhus e Matajis.

Conheço o movimento Hare Krishna apenas a 2 meses. Apesar do pouco tempo pude sentir inúmeras emoções durante o encontro, chorei, sorri, aprendi muito e admirei muito todas aquelas mulheres, toda sua delicadeza e força.

Amrta Gopala dasi foi o ser mais lindo e inspirador que já conheci, sua devoção, suas palavras, seus ensinamentos, sua alegria eram contagiantes e me prenderam a cada segundo. Todas as devotas são incríveis e admiráveis, é apenas o posso dizer. Não sou uma boa com palavras, mas meus sentimentos são fortes e intensos, gostaria muito de participar de todos os outros encontros.

Obrigada pelo que me proporcionaram! A pequena faísca que acende dentro de mim é graças a vocês Vaisnavas! Todas as glórias as devotas reunidas! Hare Krishna!"
( Nadja Toumani)

"Haribol queridas! Estar presente no primeiro Vaisnavi Sanga para mim foi muito especial, estou començando a ter contato com a consciência de Krishna e estar com as devotas, podendo aprender diretamente do exemplo delas e participar de toda a programação que foi inteiramente dedicada as mulheres, foi maravilhoso. A dedicação das devotas e principalmente as aulas da Amrita Gopala Devi me levaram a um outro nível. Agradeço a oportunidade e já aguardo ansiosa pelo próximo!"
Um grande abraço
( Michele Pallontino)

"Fiquei muito feliz de poder participar desse retiro vaisnavi. Foi uma ocasião onde devotas experientes e novatas puderam se encontrar e compartilhar realizações. Eu fiquei particularmente inspirada em ver como algumas devotas que tinham um contato muito pequeno com qualquer assunto relacionado com o movimento para a consciência de Krishna construirem relações estreitas com as outras devotas e sentirem-se inspiradas a levar a serio o processo de Bhakti Yoga. Este retiro vaisnavi foi uma oportunidade perfeita para compartilhar e falar sobre tudo de aberta e livremente. O ambiente agradável e a hospitalidade de Vraja bhumi tornaram o lugar perfeito para essa retiro. Creio que foi apenas o primeiro de muitos outros."
( Sukhayanti d.d.)